sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

A mancada do (ex) Fenômeno!


Ronaldo fez uma troca com Ricardo Teixeira.

Cedeu seu prestígio ao Comitê Organizador Local.

Mas continuará ganhando dinheiro com a 9ine.

Até mais com a sua profunda ligação com a Copa do Mundo de 2014.

Teixeira aceitou porque usará Ronaldo e sua careca para tentar acabar com um vírus poderoso.

A rejeição ao Mundial no País.

A marca da corrupção, do superfaturamento, de desperdício marca a Copa de 2014.

É necessária uma profunda maquiagem para que todos se esqueçam dos gastos de R$ 70 bilhões.

Nada melhor do que Ronaldo.

Teixeira decidiu continuar com a presidência do COL.

Ele é muito apegado ao cargo de presidente, adora ser chamado assim.

Ronaldo fará parte do Conselho Administrador do Comitê Organizador.

Formado por ele, Ricardo Teixeira e mais uma pessoa a ser escolhida.

Ronaldo garantiu que suas diferenças com o presidente da CBF ficaram para trás.

Esqueceu que o chamou de pessoa com duplo caráter e 'vamos que vamos'.

Apesar da pose, seu cargo será mais simbólico do que efetivo.

O importante é acabar com a rejeição ao Mundial que cresce a cada dia.

Já Teixeira quer ficar bem com tudo e com todos.

Dar mais ânimo ao futebol brasileiro perto de 2014.

E assegurar o caminho de tijolos amarelos para Andres Sanchez o substituir.

De forma artificial será dado esse ânimo, lógico.

O dirigente resolveu se dobrar às evidências.

E deu uma injeção de anabolizantes na Copa do Brasil.

Garantiu a participação em 2013 dos times eliminados da Libertadores.

Os times que caírem na competição sul-americana em 2013, disputarão a Copa do Brasil no mesmo ano.

Será sempre assim.

A competição passará a ser disputada de março a novembro.

Ele quer o futebol brasileiro mais disputado, com mais público.

Atraindo a atração de patrocinadores.

Agradando a TV Globo, sua parceira, com jogos de melhor nível técnico.

E, de lambuja, fazer um afago nos dirigentes dos principais clubes do País.

O empobrecido futebol do Norte e Nordeste também precisa de estímulo.

O medo era que na Copa do Mundo, as novas milionárias arenas só fossem ter suas arquibancadas cheias por estudantes.

Estudantes convidados que não pagariam ingressos.

Seriam figurantes de luxo no Mundial.

A volta da Copa do Nordeste tem a intenção de estimular os clubes da região.

É mais uma maneira estimular o futebol.

O dia foi ótimo para Teixeira.

Distribui paliativos.

E ganhou Ronaldo como escudo.

Um escudo não remunerado a princípio.

Pura balela.

Até os monges beneditinos de Taubaté sabem que o jogador ganhará na 9ine com a nomeação.

Mas é desta maneira que as coisas acontecem no futebol brasileiro.

Acordos oportunistas entre ex-inimigos.

Usando como pano de fundo o interesse geral.

Quando, na verdade, os ganhos são bem particulares.

Essa é a Copa de 2014.

O Mundial dos R$ 70 bilhões.

A Copa da rejeição.

A competição dos acordos.

Boa sorte para Teixeira, Ronaldo e Andres.

Nem precisa desejar, eles terão.

Só resta agora o restante do Brasil lucrar alguma coisa com essa tal Copa do Mundo...

Fonte: Blog do Cosme Rímoli

Nenhum comentário: