quinta-feira, 15 de março de 2012

Esse tem lugar garantido no congresso nacional!


Numa pelada na noite desta quarta, Ronaldo foi indagado por um dos colegas peladeiros sobre o motivo de ter se pronunciado lamentando a renúncia de Ricardo Teixeira na CBF.

A pregunta resumiu a decepção de fãs do Fenômeno. E a resposta foi seca. “Política, política”, disse, cortando o assunto.

O episódio reforça a tese de amigos do ex-atacante que o aconselharam a não entrar nessa barca. Correria o risco de afundar com ela. Ou, no mínimo, ver um pouco de seu prestígio ir por água abaixo.

A maneira como Ronaldo reagiu à indagação demonstra um misto de constrangimento e conformismo.

O primeiro sentimento confirma que o Fenômeno conhece efeitos colaterais de sua decisão. Pudera, não é mais criança. A segunda parte da reação mostra, porém, que ele está disposto a sofrer alguns arranhões em sua imagem em benefício dos negócios.

Ser chamado para o Comitê Organizador Local da Copa é tão importante para o sócio de uma empresa como a 9nine quanto era para o atleta Ronaldo receber um passe açucarado diante do goleiro numa decisão de Mundial.

Fonte: Blog do Perrone

Nenhum comentário: